terça-feira, 24 de maio de 2016

Cecília Rodrigues


Esta crônica é aquela que nunca gostaria de estar escrevendo. O Dan Fialdini e seu irmão Romulo estudaram e foram meus contemporâneos do Dante. Depois ficamos muitos anos sem nos ver. O Romulo tornou-se o melhor fotógrafo de arte do Brasil. Certa feita, ele já era famoso, fez um trabalho fotográfico para uma empresa minha e do Luiz Paulo Barbosa, a Suvide. Nunca mais nos encontramos. Sei que tem um filho seguindo a carreira. O Dan foi o braço direito do Professor Bardi durante muitos anos. É um artista e escultor conhecido. Morei e ainda tenho um apartamento vizinho de um imóvel, na rua Horácio Lafer, onde era o atelier da artista, colecionadora e joalheira Cecilia Rodrigues. Já morando em Santa Catarina, e brincando com argila fiz umas "casinhas" em homenagem à obra em mármore e granito do Dan. Convidei o casal Cecilia e Dan para virem me visitar. Tínhamos um casal de amigos comuns que nos davam notícias recíprocas. A Claudia e o Vincenzo Scarpellini eram nossos íntimos.O convite precisou ser renovado vários anos depois para ser aceito. O Vincenzo já havia morrido e a Cecilia gravemente enferma, recém-operada, resolveu criar um blog para escrever suas experiências de vida. Achou que eu poderia ajudá-la na criação do blog. O casal passou um fim de semana em nossa casa. O Dan sempre um príncipe, achou graça das minhas "casinhas". A Cecilia, embora muito abatida fisicamente pela doença, era uma deusa de sabedoria, beleza, e cultura. Meus parcos conhecimentos digitais em nada puderam ajudá-la. Mas criou o blog e escreveu muito. Suas joias, publicadas num precioso livro, que nos deu de presente, usam o que há de mais brasileiro. Pedras, madeira, plumas, penas, e metais. Uma beleza. Ficamos de nos encontrar mais vezes. Eles em São Paulo e nós, Paula e eu na Piacaba, sempre dificultou esse encontro. Receberam-me um dia no apartamento de São Paulo, onde se tirava o sapato na entrada, para não poluir o ambiente branco recheado de arte. Um verdadeiro museu, a casa e a coleção do casal. Ontem o Dan publicou a noticia de que Cecília não esta mais entre nós. Esta crônica eu nunca gostaria de ter escrito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário